Governo comemora 40 anos de Estreito com entrega de equipamentos e anúncio de obras

12/05/2022

No aniversário de 40 anos de emancipação do município de Estreito, nesta quinta-feira (12), o Governo do Estado garantiu a entrega de uma série de equipamentos e o anúncio de importantes obras. Cumprindo agenda na cidade, o governador Carlos Brandão entregou equipamentos, doação de fábrica de gelo, motores para canoas de pesca artesanal, itens de assistência humanitária e materiais de incentivo à produção. Brandão anunciou a construção de uma unidade do Restaurante Popular e a pavimentação asfáltica na sede e zona rural do município.

“Viemos aqui trazer alguns benefícios, que chamamos de presente. Inauguramos a Avenida Santos Dumont, uma importante via que mudou a cara de Estreito e foi feita em parceria com o município. Também entregamos uma fábrica de gelo, em parceria com a indústria de financiamento de pescado, feita pela hidrelétrica da cidade, e em parceria com a prefeitura. Vamos fazer aqui um grande polo de produção e beneficiamento do peixe. Autorizamos o início da obra para construção de um Restaurante Popular que vai atender aos que mais precisam. E, por fim, ações de pavimentação, pois esse é o maior clamor da população e a maior demanda que temos recebido”, frisou o governador Carlos Brandão.

O governador autorizou a pavimentação de mais 15 quilômetros de vias na cidade, sendo 10 quilômetros na sede. “Será um grande benefício para que possamos melhorar os acessos à zona rural e garantir o escoamento da produção. Parabéns ao município de Estreito, que pode sempre contar com o nosso governo”, enfatizou Carlos Brandão.

Na agenda foram entregues diversos equipamentos, incluindo maquinário para uma fábrica de gelo, que vai atender o Centro de Beneficiamento de Pescado (CBP), da Usina Hidrelétrica de Estreito. O governador distribuiu itens de assistência humanitária (cestas básicas, colchão e kit dormitório); assinou temo de doação de 90 caixas de isopor; e entregou motores para canoas de pesca artesanal.

Carlos Brandão anunciou, ainda, obras e serviços para a população de Estreito. A cidade vai ganhar um Restaurante Popular, vias pavimentadas, uma unidade da Escola Militar e um polo do Viva/Procon e também do Ciretran. 

O prefeito Leoarren Túlio de Sousa Cunha, também conhecido como Léo Cunha, agradeceu o compromisso do governador Carlos Brandão na garantia de benefícios à cidade. “Estou muito feliz em ver tantas obras concretizadas em nossa cidade. Aproveito para agradecer ao governador pelo empenho na recuperação da MA, para que esta obra acontecesse. Da mesma forma, a pavimentação. Estamos muito satisfeitos em saber que logo vamos entregar estas obras à população”, ressaltou.

O comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), coronel Célio Roberto de Araújo, destacou a entrega dos itens de assistência humanitária. “Nós trabalhamos no período emergencial, em parceira com o município, para auxiliar famílias afetadas pelas enchentes. Agora, o governador Carlos Brandão garante donativos a esta população. É o governo trabalhando muito e intensamente, pensando no social e na recuperação do cenário pós-desastre. Demais cidades afetadas pelas enchentes serão contempladas com essa ajuda humanitária. Parabenizo o governador e toda a equipe por esse esforço pela cidade de Estreito”, declarou.

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima), José Antônio Heluy, destacou as vantagens da fábrica de gelo na região. A estrutura tem capacidade para armazenar mais de 100 toneladas diárias. “Dia de festa para os pescadores e aquicultores da Região Tocantina e uma força muito grande para a cadeia do pescado. O governo presenteia essa comunidade com uma fábrica de gelo que irá atender as associações de pescadores e demais pessoas que vivem da atividade. Uma força que queremos dar à região que é polo desenvolvedor do pescado e, com certeza, fazer desta atividade um grande marco do nosso estado”, avaliou.

Sobre a fábrica de gelo, o presidente da Associação dos Aquicultores do Sul do Maranhão (Aaquisulma), Wanduy Ferreira Sá, avaliou a importância da doação. “Nós já havíamos solicitado e chegou em momento oportuno. Tanto a associação, quanto os trabalhadores ribeirinhos que vivem nessa atividade serão alcançados. Será de grande importância para levar um peixe bem armazenado e com mais qualidade ao consumidor final, além de acabar com o risco de perda da produção”, disse. 

Serão 107 famílias diretamente beneficiadas com a estrutura, além de centenas de associados que vivem da atividade pesqueira.